BATERISTA DO RPM, PAULO P.A. PAGNI É VÍTIMA DE ALARME FALSO DE MORTE

0 14

Os fãs do RPM leveram um susto neste domingo quando o guitarrista Fernando Deluqui anunciou em rede social que o baterista do grupo, Paulo P.A. Pagni havia falecido. Quando a notícia já tinha sido publicada em muitos órgãos de imprensa, Deluqui publicou um vídeo dizendo que, na verdade, P.A. estava vivo, mas em estado grave.

“Eu estou em Salto, no interior de São Paulo, no Hospital São Camilo, onde o P.A. está internado. O que aconteceu foi que de manhã o pessoal da clínica Good Master, onde ele estava internado, me ligou dizendo que ele havia falecido. Fiquei muito triste e devastado e liguei para o Dr. Alex Muller Coutinho, com quem eu tenho feito acompanhamento do estado do P.A., e ele me confirmou. Imediatamente eu e minha mulher fomos tomar as providências e quando a gente chegou no hospital agora de tarde, a gente teve a notícia de que o P.A. estava vivo”, conta o músico no vídeo, acrescentando que os fatos ainda serão apurados.

Em mensagem compartilhada mais cedo, Fernando Deluqui escrevera: “Infelizmente temos a tristeza de anunciar o falecimento do nosso querido e eterno baterista, Paulo Antônio Figueiredo Pagni, o P.A. Nosso irmão partiu poucos momentos atrás, mas seu legado será eternamente lembrado. Pedimos a compreensão de todos nesse momento de dor e boas vibrações para que sua passagem seja em paz e com muita luz. ”

A nota era assinada por Fernando com o tecladista Luiz Schiavon e o vocalista e baixista Dioy Pallone ( o cantor original do RPM, Paulo Ricardo, afastou-se da banda e briga na justiça com seus ex-companheiros ). Os três prometeram dar mais informações em breve.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.