Polícia Federal esteve na casa do ex-juiz do TRE e dois empresários em BH

0 16

A Polícia Federal (PF) esteve na casa do ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais e advogado tributarista, Bady Elias Curi Neto, no Belvedere, na região Centro-Sul da capital.

Eles chegaram ao imóvel por volta das 6h da manhã desta quinta-feira (23) e deixaram a residência com pacotes, possivelmente com materiais apreendidos na casa do magistrado.

Ele é suspeito de receber propina de dois empresários, são eles: José Elias da Silva Júnior e Luciano José da Silva, ambos de uma empresa do ramo de alimentação situada em Ribeirão das Neves, na região metropolitana da capital.

Segundo investigações da Polícia Federal, a propina foi paga mediante um acordo feito entre o ex-juiz e a dupla de empresários para sucesso em uma ação judicial de R$ 2 milhões.

A investigação

Essa investigação começou em 2015, após denúncia que dava conta de que o ex-juiz estaria recebendo quantias altas e repassando esses valores dentro do Tribunal de Justiça, em favor dessa empresa de alimentos.

Também são cumpridos mandados no escritório do ex-juiz, no bairro São Pedro, também na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Resposta dos envolvidos

A reportagem entrou em contato com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, com a empresa e com o escritório do ex-juiz, mas ainda não obteve retorno. Os policiais federais deixaram o local sem falar com a imprensa.

FONTE: Otempo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.